Nota Oficial

Nota Oficial
13 de dezembro de 2017 PT Jundiaí

A comunidade LGBT em Jundiaí tem sido constantemente atacada, e de maneira mais intensa e sem qualquer vergonha desde a apresentação do projeto de lei “Escola sem partido”, protocolada pelo vereador Antonio Carlos Albino (PSB), e da decisão de juiz de proibir apresentação de peça teatral e mais recentemente discussão, nas escolas, sobre o tema tolerância.

Hoje, diante de mais um ataque, o Partido dos Trabalhadores – Jundiaí vem a público manifestar seu repúdio e condenar a agressão homofóbica do vereador Antonio Carlos Albino (PSB) dirigida também por seu filho, na noite de ontem, ao vice-presidente da Comissão da Diversidade Sexual da OAB, em Jundiaí, Dr. Julian Navarro, logo após o encerramento da sessão ordinária da Câmara Municipal.

Mesmo diante de diversas pessoas ali presentes, para o ataque homofóbico ambos utilizaram palavras de modo depreciativo com o claro objetivo de intimidação e constrangimento do Vice-presidente da Comissão da Diversidade da OAB.

Para escaparem do flagrante, os agressores buscaram abrigo no estacionamento da Câmara Municipal sem antes serem protegidos pela Guarda Municipal. Logo depois já num carro, o motorista, numa investiva de atropelamento foi para cima de Julian e Felipe Pinheiro, integrante da comissão da Diversidade do PDT, sem que houvesse atitude alguma de impedimento pela pela GM, ao contrário, liberando o carro e seus ocupantes.

Enquanto os agressores eram protegidos, a GM disparava spray de pimenta nos munícipes que nada tinham com a discussão, mas que ainda saíam da Câmara Municipal, entre os que foram atingidos estão a companheira Rose Gouvea, Presidenta da Comissão da Diversidade da OAB de JundiaÍ, filiada ao PT, Cintia Vanessa e Paulo Taffarello, ambos do PSOL e a educadora Solange Longui, a quem prestamos solidariedade e respeito.

Tais atitudes evidenciam a crescente demonstração de intolerância, como no caso do vereador Antonio Carlos Albino, da Câmara Municipal de Jundiaí, que se sente acima do bem e do mal, com seus sentimentos de impunidade explicitados em sua atitude bem como na de seu filho.

O Partido dos Trabalhadores manifesta novamente seu repúdio não admitindo ataques como estes.

 

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*